Novidades
Home / Arte, Fotografia e Criatividade / WikiLeaks Paródia Mastercard

WikiLeaks Paródia Mastercard

Enquanto luta contra a justiça e acusações sobre ele, ainda restam muito bom humor para fazer uma paródia com o velho comercial da Mastercard. No vídeo ele fala os custos que Julian Assange, editor e principal porta-voz do WikiLeaks, tem para manter sua prisão domiciliar.

O motivo desse vídeo é que o site é alvo de um certo tipo de bloqueio pelas cinco maiores empresas de pagamento norte-americanas, Visa, Mastercard, PayPal, Western Union e o Bank of America. Elas estão retendo doações feitas por pessoas em todo o mundo que queriam e querem prestar apoio à ONG, principalmente após o editor ter sido preso.

 

P.S.: Não gosto do termo paródia, acho que nesse caso seria mais uma sátira, o que também não cairia muito bem mas enfim.

 

Sobre Bruna Bagetti

Autora/Editora no Curtoisso.com Publicitária, nerd, pisciana, louca e "chata".

Deixe uma resposta